Brasil sai de Cannes campeão

Valente aposta no fim da comunicação onte-to-one

Valente aposta no fim da comunicação one-to-one

Com 56 Leões na bagagem, sendo um Grand Prix _ considerado o prêmio dos prêmios no meio publicitário _ mais 7 Leões de ouro, 17 de prata e 31 de bronze, o negócio da propaganda no País emparelha com as boas notícias vindas economia brasileira nos últimos tempos.

Há chances, embora remotas, de o Brasil ainda ganhar mais um prêmio hoje, quando se encerra a 57ª edição do Festival Internacional de Publicidade de Cannes, na Riviera Francesa. Seria para a categoria Titanium & Integrated, que, desde que foi criada em 2005, o mercado brasileiro de propaganda nunca ganhou.O prêmio é referência do que há de mais moderno na comunicação entre empresas e seus consumidores.O Brasil classificou apenas um trabalho entre os finalistas.

O negócio da publicidade brasileira mostra desenvoltura para ocupar lugar ascendente entre os maiores mercados do segmento. Aliás, já ocupa a sétima posição, com US$ 11,68 bilhões de investimentos em mídia, conforme estudo preparado pela publicação americana AdAge e divulgada no Cannes Lions 2010. O maior mercado mundial é o americano, que movimentou US$ 148,19 bilhões.

O Brasil representa menos de 10% do mercado americano, onde, por exemplo, uma verba para a produção de filme comercial pode chegar a U$S 5 milhões. “No Brasil quando temos US$ 900 mil é uma festa”, compara Alexandre Gama, presidente da agência NeogamaBBH e que, este ano, foi jurado em filmes publicitários, a categoria que deu origem ao festival e que só perde prestígio para a Titanium & Integrated.

Em filmes, o Brasil teve um desempenho pífio, na opinião de Gama, com apenas um Leão de Prata, para a peça da agência BorghiErh/Lowe com o comercial criado para o detergente em pó Skip, da Unilever. “Foi suado sensibilizar o júri para considerar as peças brasileiras, porque os seis filmes finalistas tiveram notas abaixo de cinco”, explica Gama. Uma das razões para isso acontecer, na opinião dele, está no conservadorismo tanto dos anunciantes, que não arriscam ousar nas suas comunicações, como na acomodação das agências que não tentam propôr alternativas fora das práticas usuais.

FIM DO ONE TO ONE

O maior evento da publicidade global reuniu este ano 90 países que inscreveram 24.241 peças em 12 diferentes categorias abrangendo toda a gama de prestação de serviços em marketing. Ao todo a pequena cidade da costa do mediterrâneo recebeu mais de 10 mil delegados que se revezaram em 84 seminários e palestras para debater as tendências desse negócio.

Presença constante no evento, Sérgio Valente, presidente da agência de propaganda DM9DDB que no ano passado ganhou a troféu de agência do ano em Cannes por seu desempenho em premiações no festival _ prêmio que, este ano, deve ficar novamente com outra agência brasileira, a AlmapBBDO _, acha que o grande saldo do ano é a máxima: “não adapte, crie”.

Diz isso porque acredita que a idéia da comunicação one to one, tão incensada nos últimos anos com o avanço da tecnologia que permite individualizar o contato entre marca e consumidor, está se esgotando. Para ele, os consumidores reagem e curtem a vida em grupo, e não sozinhos. Por isso, ele acredita que as marcas têm que voltar suas mensagens publicitárias para atender às demandas dos grupos. “Temos que parar de pensar em tecnologia para atender as necessidades individuais e começar a trabalhar o conceito de pertencer a grupos. O ser humano não é uma ilha tecnológica”.     

Valente diz isso porque sabe que a publicidade brasileira tem fama de criativa, portanto para aumentar ainda mais sua relevância no mercado global precisa mesmo é de anunciantes que se disponham a gastar, no mercado nacional, o mesmo que gastam, por exemplo, nos EUA.

About these ads
Deixe um comentário

3 Comentários

  1. jose carlos

     /  26/06/2010

    olha só os publicitarios brasuca causandopcp

    Resposta
  2. jose carlos

     /  26/06/2010

    olha só os publicitarios brasuca causando

    Resposta
  3. jose carlos

     /  26/06/2010

    olha ai os brasuca causando, parabens

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 56 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: